NOSSO BRASIL

As injustiças campeiam soltas no nosso meio social. A fraternidade real está escassa, embora seja a bandeira de muitas lideranças.
A palavra ainda é bastante usada para subjugar e não para esclarecer.
Alguns homens (não tão poucos), acreditam somente na força do poder e da “grana” – (chavão antigo).
Nossos jovens ao perceberem tantas discrepâncias, incoerências e injustiças, se sentem ameaçados, incrédulos e traídos.
O verdadeiro patriotismo está minado pela ganância, pela falta de pudor e principalmente de amor.
Embora grande parte do nosso povo acredite na força da honestidade, do bom proceder, do bem querer, do trabalho dignificante. Seguem confiantes na Intercessão Divina e em dias melhores para a nossa gente; outra fração da nossa sociedade se encontra doente pela corrosiva ambição de ter, poder, dominar e vencer a custa do trabalho, suor e vida dos subjugados, considerados por eles inferiores por serem aliados do progresso através do trabalho descente e honesto.
Porém, o BEM, a VERDADE e o AMOR vencerão. Embora pareça o caminhar lento e trôpego diante de tantas mazelas e mentiras.
Nós caminhamos... decepcionados, ultrajados e tristes... mas caminhamos e dias melhores hão de vir.
Peço-lhes que orem e convidem irmãos do seu convívio para orar pelo Nosso Brasil.
Precisamos reverter este quadro , virar a moeda, ceifar a erva daninha e semear sementes férteis e boas. Somente com muito amor, persistência e conscientização conseguiremos vencer
Independente de rótulos religiosos, façam correntes positivas de oração e súplica ao Nosso Diretor Planetário (Mestre Jesus) e aos amigos espirituais ligados à Nossa Pátria, para que possamos merecer dias melhores, sem violência, mentiras e falcatruas; com mais justiça e homens verdadeiramente dignos e honestos no poder. Homens que amem e respeitem nosso solo e nossa gente.
Se orarmos com fé e agirmos com sabedoria, (e o momento é agora) juntos obteremos o que necessitamos e aguardamos há décadas.
Que o PAI MAIOR nos oriente, nos ampare e tenha compaixão dos simples e humildes desta Terra bendita.
Um grande abraço !

Irmão da Cruz (25/03/06)