Vítimas

Vítimas da educação errônea, incompleta.
Vítimas dos interesses alheios,
Vítimas dos meios.
Vítimas da insegurança que assola os nossos dias.
Estamos cansados de tanto terror,
De tanta mágoa, de tanta violência.
Dai-nos, Senhor, dias melhores.
Às vezes parece que estamos piores
Do que na época da Inquisição
Onde se queimavam pessoas na fogueira
Onde havia tanta sujeira
Mas e agora?
Não é como outrora?
Tanta miséria, tanta maldade no coração.
Irmão matando Irmão.
Por que? Por ambição,
Por falta de amor no coração,
Por falta de compaixão.
Queremos Paz, queremos Luz.
Dai-nos, Jesus, o teu bálsamo consolador.
Dai-nos coragem para seguir lutando,
Para seguir vivendo cada dia.
Queremos um planeta não mais de Expiações e Provas
Mas um planeta de Boas Novas
Um planeta onde a humanidade
Não se esqueça em nenhum momento
Do seu maior ensinamento:
“Amai-vos uns aos outros como eu vos amei”.

João de Deus (21/10/06)