Espinhos

 

Não há sofrimento que para sempre dure, nem mal ou dor que não se acabe. Se Deus permite que tenhamos sofrimento e que passemos por dificuldades, saibamos que isto é transitório e que é para o nosso aprendizado. Que cada problema ou dificuldade que enfrentamos nos faz sair mais fortes, nos faz sentir mais confiantes e fortalecidos na fé.

Que cada pessoa que sofre possa entender que talvez ela mesma tenha plantado os espinhos que hoje atravessam o seu caminho e que entenda que tudo isto é passageiro, que o Pai não pune nem julga seus filhos, mas quer vê-los evoluindo e se tornando pessoas melhores.

 

(16/06/07)