Cidadão do Mundo

 

De dia ando

De noite tardo

De tarde adormeço

Mas não me largo

Não me deixo entregar

Pelo mundo eu vou

Caminhando sem rumo

Caminhando sem parar

Levo a vida, leve e solto

Como uma folha ao vento

Voando ao sabor da brisa

Com a leveza por dentro

Não me digam o que fazer

Não me digam aonde ir

Sou dono do meu destino

Sou livre como um menino

O céu é o meu limite

Para mim não há fronteiras

Para o espírito não há barreiras

Sou cidadão do mundo

Sou livre, o Universo é minha Pátria

Deus é o meu leme

E Jesus, a minha estrela guia

Trago a bandeira da liberdade como meu estandarte

A liberdade de pensar

A liberdade de amar

A liberdade de seguir

Caminhando com os próprios pés

Aonde o vento me levar

Aonde a vida assim quiser

Mas sempre com a certeza de que não estou sozinho

Com a certeza de que Deus olha por mim

De que se estiver no caminho certo

Ele sempre estará por perto

Meu coração apesar de tudo

Às vezes é inquieto

Às vezes questiona o que está por vir

Sinto dentro de mim

A ânsia de saber

A ânsia de conhecer mais

De conhecer novos caminhos

De desbravar novos horizontes

Às vezes trôpego,

Outras vezes firme

Mas eu sempre me levanto

Não me deixo cair,

Não me deixo no chão ficar

Vou adiante, seguindo pra qualquer lugar

Sou livre, sou errante

Sigo a vida sem cessar

Dia após dia

Hora após hora

Minuto a minuto

Para junto de ti, Pai, chegar.

 

 

Um cidadão do mundo

(19/12/09)