Me trouxeram para o "Pouso para o Repouso"

 

Já faz algum tempo que me trouxeram aqui para o “Pouso para o Repouso”, e agora venho aqui para agradecer a todos vocês e contar um pouco e minha história.

Eu era jovem, de boa aparência, família bem de vida, tinha tudo o que queria, estudava...

Até que conheci umas pessoas. Elas pareciam ser legais e eu fui me achegando a elas, me soltando. Era tímido. E foram essas pessoas que se diziam meus amigos que me apresentaram à ela. Me apaixonei perdidamente, ela era tão atraente.

Eu pensava o tempo todo nela e não queria ficar um minuto longe dela. E estava tão obcecado por ela que não ouvia mais nada ou ninguém que quisesse que eu ficasse longe dela.

Meus pais não gostavam dela, e eu não aceitava isso. Como podiam eles não aceitar? Os pais não querem a felicidade dos filhos? E com ela eu era feliz. Eles não aceitaram minha decisão e eu não aceitei a deles. Saí de casa. Magoando muito a meus pais.

Me juntei àqueles amigos e à ela. Com ela eu era feliz.

Mentira. Ilusão. Desgosto. Hoje eu sei.

Passei muitas dificuldades na rua e nunca quis a ajuda de quem quis me ajudar. Eu só queria ela.

Você já deve perceber ou entender quem era ela. O que eu achava que era minha felicidade, foi minha total desgraça e de minha família.

Pois é, ela era a droga.

Acabei morrendo na rua, para desespero maior ainda de minha família.

Morri, mas não morri. Continuava vivo e desesperado atrás dela, a droga. Só que agora era mais difícil consegui-la. Eu não conseguia pegar...

Passei por grandes crises e pensei que ia morrer de novo, mas como? Eu já tinha morrido...

Lembrei de Deus. Comecei a chorar muito e pedi ardentemente que Ele me ajudasse. Pedi perdão pelo mal que causei a todos que gostavam de mim e às pessoas que tentaram me ajudar antes e eu recusei. Pedi, aos prantos, que Ele me ajudasse. Chorei tanto que fiquei sem forças. Adormeci. Depois de alguns dias, acordei. Estava numa maca de hospital com roupas limpas e sendo cuidado.

Estou ainda me recuperando e vim lhes contar isso para que todos vocês, jovens como eu, possam afastar-se das drogas o quanto antes.

Não embarquem nessa, é uma furada.

Se já usam, aceitem a ajuda que querem lhe dar. Vai poupar muito sofrimento.

Agradeço a oportunidade.

 

Cláudio (08/03/2008)