Estou tão cansada

Estou tão cansada...

Não sei há quanto tempo eu já deixei a vida terrena, há quanto tempo eu desencarnei e tenho sofrido.

Estou cansada, meu corpo está muito debilitado, maltratei demais o meu organismo.

Estou cansada, sinto dores por todo o corpo, sinto fome, sinto frio...

Já não sei mais no que eu me tornei, já não me reconheço quando olho para mim, quando me olho no espelho. Sou uma migalha, um farrapo do que eu fui um dia.

Mas estou tão cansada e esta noite chorava baixinho, cansada de sofrer, cansada de chorar, cansada de ficar sozinha e rezei. Pedi a Deus que tivesse compaixão de mim, que me perdoasse pelos meus erros, por todas as coisas erradas que fiz, por todas as escolhas erradas que fiz. Pedi a Ele que me desse o alívio, que eu esperava ter encontrado na morte, mas que logo descobri que não existia, que este alívio não chegava pois a morte não existe, pois tudo o que eu sentia na Terra, todos os sofrimentos que passei continuavam existindo mesmo sem ter um corpo de carne.

E apareceram pessoas que me ajudaram a me levantar e me trouxeram aqui.

Estou tão fraca que me deixei trazer, mesmo sem entender muito bem para onde estava sendo trazida e o que eu viria fazer aqui.

Mas o fato é que me senti muito bem com as palavras de reflexão que ouvi aqui e com as preces que vocês fizeram por nós.

Somos muitos que estamos aqui, muitos que estão sofrendo e que aqui encontramos o alívio necessário ao nosso coração tão sofrido.

Tenho que ir, minha cabeça está doendo e estou muito cansada. Meus benfeitores dizem que eu irei repousar por algum tempo e ser medicada até que eu esteja curada.

Obrigada meu Deus por ter ouvido as minhas preces, por ter enviado esses amigos para me socorrer.

Espero voltar a ter paz, a conseguir dormir, voltar a ser feliz.

 

Um abraço,

Alice (29/03/08)