Hoje trabalho na Seara do Bem 

  

Levava uma vida desregrada, regada a álcool, drogas e vadiagem. Gostava mesmo era de diversão, de farra, de mulheres, de festas. Nada que fosse sério me atraia. Não parava em emprego nenhum. Minha saúde foi se deteriorando com o passar dos anos, de anos de farra e irresponsabilidade. Eu estava doente, mas não admitia. Eu não era doente só do corpo não, mas doente da cabeça.

Já não sabia mais o que eu fazia, eu não podia mais responder por mim, no entanto, continuava solto por aí, fazendo o que me viesse à cabeça, gastando cada centavo e cada minuto que eu tinha com drogas e com bebida. Mas eu não tinha mais ninguém ao meu lado, ninguém agüentou continuar vivendo comigo. Perdi a minha família, meus amigos, perdi a minha dignidade, minha saúde, perdi tudo de bom que eu tive um dia dentro de mim. Os últimos momentos de minha vida, passei sozinho, vivendo no mais completo delírio, cortado por raros momentos de lucidez.

E foi neste estado que eu desencarnei. Sozinho, sem ninguém para me acudir, sem ninguém para me amar. Mas hoje eu sei que eu cavei a minha própria cova, que eu fui o responsável por tudo isso, pela desgraça que eu atrai para a minha vida.

Eu nunca pensei em coisas maiores, em Deus, em futuro, em destino, nunca me preocupei com isso. Só queria curtir o momento, fazer o que me viesse à cabeça, fazer tudo o que eu sentisse vontade, sem medir as conseqüências, sem pensar no amanhã.

Fui muito irresponsável, inconseqüente, não pensei na oportunidade que Deus havia me dado e que eu joguei fora.

A vida é um bem precioso, a vida é dádiva divina. Não desperdicem tempo e saúde com algo que pode destruir suas vidas.

Afastem-se das drogas, da vida fácil. Não é proibido se divertir, ser feliz, mas há muitas maneiras diferentes da droga para conseguir isso.

Ocupem seu tempo com o trabalho, com bons livros, com amigos verdadeiros, observem a natureza, a harmonia que rege o Universo e sintam a presença de Deus. Mantenham a mente em equilíbrio e em constante oração.

Tudo isso eu aprendi, infelizmente, só depois de muitos anos de sofrimento. Nunca é tarde para recomeçar, sempre há tempo para ser feliz, tempo para amar. Mas quanto mais próximo estiver deste caminho, mais difícil será se envolver com coisas erradas, com pessoas maldosas e com este mundo terrível das drogas. Muito sofrimento poderá ser poupado se seguirmos os ensinamentos de Jesus e nos mantivermos sempre confiantes e próximos de Deus.

Hoje me sinto amado e feliz. Hoje tenho um lar, tenho um sentido para a minha vida.

Hoje trabalho na Seara do bem e tento aliviar o sofrimento de irmãozinhos que se encontram no estado em que eu me encontrei um dia.

Continuem orando e doando energias salutares e vibrações de amor a todos estes jovens que necessitam tanto de carinho, afeto e compreensão.

 

Um abraço e muito obrigado.

 

Plínio Vinícius (20/12/08)