Alguém me ajude...

Quero chorar, mas não tenho mais lágrimas.

Quero gritar, mas já não tenho voz.

Quero acordar, mas a escuridão não cessa.

Quero ver a luz do sol, mas a noite nunca acaba.

Não sei há quanto tempo estou assim.

Não sei há quanto tempo dura o meu sofrimento.

Sinto como se estivesse caindo num abismo cujo fundo nunca chega.

Não consigo dormir, não consigo descansar.

Não sei mais o que eu sou. Não reconheço mais meu rosto.

Onde foi que se perdeu a pessoa que eu fui? Onde está tudo aquilo que eu era, onde está a minha vida, para onde foi a minha identidade?

Sinto como se tivesse enlouquecido. Tenho pesadelos constantes, vejo figuras horríveis que me perseguem noite e dia.

Não sei mais o que fazer. Não sei como voltar a ter paz.

Estou cansado, minhas forças estão no fim. Não posso mais continuar assim.

Por favor, alguém me ajude!

Por favor, será que Deus existe? Será que eu ainda tenho salvação?

Estou profundamente arrependido pelo caminho que eu segui, pelo caminho errado que eu tomei e que arruinou a minha vida.

Sei que fiz loucuras, que fui inconseqüente e irresponsável até o limite da resistência do meu corpo. Mas descobri, sob amargas penas que a morte não existe, que quem morreu foi o meu corpo, mas que eu continuo muito vivo, sofrendo e sentindo todas as conseqüências da minha insensatez, do meu envolvimento insano com as drogas.

Mas estou cansado e se Deus puder me perdoar, peço de joelhos, por favor, me ajude!

Sei que eu não mereço, que eu fui muito teimoso e arrogante, que não foi por falta de aviso e de conhecimento que eu me envolvi com drogas. Foi por minha vontade e arrogância, por meu orgulho em me achar dono do meu nariz e superior a tudo e a todos que eu segui por esse caminho.

Mas hoje peço ajuda, peço alívio para minhas dores, pois já não posso continuar vivendo assim.

Obrigado meu Deus. Obrigado. Sei que eu não mereço, mas obrigado por ouvir as minhas súplicas.

Prometo que quando eu melhorar, eu vou trabalhar para ajudar jovens que estão perdidos e desesperados como eu.

Obrigado pela ajuda.

Vou seguindo para um novo lar, para descansar e me recuperar.

Obrigado meu Deus.

 

Antonio José (29/08/09)